A situação permanece ruim no setor da educação de São Gonçalo. Não bastasse o baixo número de profissionais para a área – o município precisa urgente de concurso para repor seu quadro efetivo – a atual gestão parece não querer dar voz e vez ao servidor municipal.

Nesta segunda-feira (20/08) cerca de 150 servidores educadores ocupou, de forma pacífica, a entrada principal do Ministério Público do município, no bairro Santa Catarina.

A categoria busca formalizar um acordo com a prefeitura que não começou a pagar o piso salarial.

Diante do caos que envolve a educação no município, o SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS – SINDSPEF-SG – se solidariza aos seus servidores e, na pessoa de sua presidente, a senhora Rosângela Coelho, estende as mãos para ajudar e apoiar em todo o aspecto possível. O SINDSPEF-SG está localizado no Centro, na Rua Simeão Custódio, 41. Telefones: (21) 2724-1136 (21) 3706-6511 (21) 98563-4282