Por Alessandra Souza

Na manhã desta quinta-feira 3 de Maio após a repercussão referente às informações da implantação das Os’s no Pronto Socorro Central o SINDSPEF se reuniu com secretário de saúde Dr. Jefferson Antunes Gomes para esclarecer dúvidas e assegurar os servidores quanto à informação errada que muitos receberam.

O secretário em reunião esclarece sobre chamar os servidores em sua sala um a um para conversar e explicar a situação que vem ocorrendo em relação às transferências devido à implantação das Os’s.

Em conversa com a presidente do SINDSPEF, Rosangela Coelho, o secretário diz dar opções ao servidor e que elas não interfeririam nas gratificações recebidas e continuou afirmando que opções seriam a maternidade em Alcântara, o Pronto Socorro Infantil, Hospital Luiz Palmier ou postos de saúde de preferência do Servidor sendo que este último sofreria perdas salariais, o que não convém a nenhum servidor.

Com as cartas na mesa Rosângela questionou sobre os concursados que aguardam ansiosos pela convocação do concurso realizado em 2016, é evidente afirmar que a contratação das OS’s poderia ser suprida pela convocação dos classificados no concurso.

O sindicato reforça que está com processo junto ao Ministério Público para investigação da implantação das Organizações Sociais no município de São Gonçalo em especial na área da saúde, após o encontro com o Secretario de Saúde Dr. Jefferson a Presidente do SINDSPEF Rosangela Coelho junto com o assessor jurídico Dr Alexandre Reinol compareceram ao Ministério Público onde agendaram uma reunião na próxima semana para agilizar a apuração do processo contra as OS’s.

Como é de conhecimento dos Servidores efetivos do Município de São Gonçalo o sindicato apura e busca diante da lei resolver questionamentos que sejam de interesse dos servidores e dos novos concursados, defendendo também o interesse econômico do Município de São Gonçalo. Assim aguardemos e acompanharemos o parecer a do Ministério Público para ambas situações.